Fonte: OpenWeather

    Novembro Azul


    Novembro Azul: 10 coisas que você precisa saber sobre exame de PSA

    Muitos homens, quando recebem um resultado alterado do exame de PSA, logo o associam ao câncer de próstata. No entanto, de acordo com especialistas ter um PSA elevado não quer dizer que seja câncer.

    Importante que os homens façam os exames solicitados pelos médicos
    Importante que os homens façam os exames solicitados pelos médicos | Foto: Divulgação

    Muitos homens, quando recebem um resultado alterado do exame de PSA,  logo o associam ao câncer de próstata. No entanto, de acordo com especialistas ter um PSA elevado não quer dizer que seja câncer.

    A dosagem do PSA (Antígeno Prostático Específico) pode estar alterada por outras doenças, como a Hiperplasia Prostática Benigna (crescimento da próstata) e a prostatite (inflamação na próstata).

    Para saber se seria exatamente câncer, o homem teria que fazer outros exames e até mesmo a biópsia da próstata.

    A decisão sobre fazer o exame de PSA deve ser compartilhada com o seu médico, considerando os riscos e benefícios do rastreamento do câncer de próstata. 

    Se você está considerando fazer o exame, saiba que ele pode ser feito em muitas farmácias, no entanto, é essencial que todo o processo seja acompanhado por um médico.

    Movimento Mundial para a saúde masculina
    Movimento Mundial para a saúde masculina | Foto: Novembro Azul

    Veja 10 fatos importantes sobre o exame de PSA:

    1. O exame de PSA mede o nível de uma substância produzida pela próstata – Antígeno Prostático Específico (PSA). O PSA pode estar alto com ou sem câncer.

    2. Um PSA alto não necessariamente determina a presença de câncer de próstata, pois, na maioria das vezes, os casos estão relacionados à inflamação na próstata, hiperplasia prostática benigna (crescimento da próstata) e outras condições como andar de bicicleta.

    3. O exame não indica se você tem ou não câncer. Para descobrir se você está com câncer, e se é agressivo, é necessário fazer uma biópsia da próstata. A biópsia da próstata é um procedimento que pode causar dor, sangramentos e infecções.

    4. Um PSA alto não diferencia o câncer de desenvolvimento lento do agressivo.

    5. Embora o câncer de próstata seja um dos mais comuns entre os homens, em boa parte dos casos é um câncer de desenvolvimento lento, sem sintomas e não causa prejuízo para a saúde.

    6. Os níveis de PSA tendem a aumentar com o avançar da idade.

    7. O exame de PSA não é indicado para homens com mais de 70 anos, pois os malefícios do rastreamento superam os benefícios. Também não é indicado para homens com idade igual ou menor que 44 anos.

    8. O exame é indicado para homens com mais de 45 anos e que tenham algum fator de risco (história familiar de câncer de próstata ou cor de pele negra) e homens com idade igual ou superior a 50 anos.  No entanto, os riscos e benefícios do rastreamento do câncer de próstata devem ser discutidos com o médico.

    9. O exame de PSA não substitui o toque retal, pois os dois exames têm finalidades distintas. Ambos são importantes: o PSA avalia as alterações da próstata no sangue, enquanto o toque retal avalia o tamanho, a forma e a textura da próstata. A partir desses dois exames, o urologista poderá pedir exames complementares (como a biópsia da próstata) para confirmar, ou não, o diagnóstico.   

    10. A melhor forma de prevenir o câncer de próstata – e também outros tipos de câncer – é mantendo uma vida saudável: pratique atividade física; tenha uma alimentação saudável rica em frutas, verduras e legumes;  evite o consumo de bebidas alcoólicas e de alimentos gordurosos e não fume.

    Leia mais:

    Diagnóstico precoce do câncer de próstata pode salvar vidas



    Comentários