Fonte: OpenWeather

    ‘Desafio para todos os tempos’


    Campanha de Combate à Tuberculose será lançada no Amazonas

    A iniciativa é em alusão ao Dia Mundial de Combate à Tuberculose, comemorado anualmente no dia 24 de março

     

    ‘Desafio para todos os tempos’: Campanha de Combate à Tuberculose
    ‘Desafio para todos os tempos’: Campanha de Combate à Tuberculose | Foto: Abrahão Graham/FVS-AM

    Manaus (AM) - A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) lança, de 22 a 26 de março, a campanha virtual “Um desafio para todos os tempos’’.

    A iniciativa é em alusão ao Dia Mundial de Combate à Tuberculose, comemorado anualmente no dia 24 de março, e coordenada pelo Programa Estadual de Controle da Tuberculose da FVS-AM (PECT/FVS).

    A campanha busca sensibilizar a população por meio de informações sobre a situação epidemiológica da tuberculose no Amazonas.

    A atividade também orienta sobre os principais desafios e consequências do enfrentamento à doença em meio à pandemia de Covid-19.

    De acordo com o diretor-presidente da FVS-AM, Cristiano Fernandes, a tuberculose é a principal causa de morte entre os pacientes com HIV e os que possuem infecção pela doença relacionada à resistência antimicrobiana, que ocorre quando o tratamento para tuberculose é interrompido.

    “A melhor forma de combater a doença é o diagnóstico precoce e tratamento. É importante que a pessoa com tuberculose faça o tratamento de acordo com a indicação médica”, acrescenta Cristiano.

    A coordenadora do Programa Estadual de Controle da Tuberculose, Marlucia Garrido, reforça que a FVS realiza a campanha em parceria com o Comitê Estadual de Tuberculose, a Secretaria Estadual de Saúde do Amazonas (SES-AM) e a Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa/Manaus).

    “As atividades serão destinadas para profissionais e estudantes da área da saúde e da educação, para difundir conhecimentos e discussões sobre a doença’’, ressalta Marlucia.

    Programação

    Devido ao cenário atual, as atividades da campanha serão realizadas de modo virtual. Entre esta quarta-feira (10) e sexta (12), a FVS está produzindo vídeos para o lançamento do curso de Educação a Distância (EAD) para tuberculose, previsto para o dia 24 de março.

    Os conteúdos serão disponibilizados na plataforma EAD da instituição.

    O curso abordará as seguintes temáticas:

    “Os Aspectos Gerais da Tuberculose”, com Marlucia Garrido (PECT/FVS-AM);

    “Sinais e Sintomas”, ministrado por Daniel Sacramento (NTB/Semsa Manaus);

    “Diagnóstico da Tuberculose”, com Irineide Antunes (Policlínica Cardoso Fontes/SES-AM);

    “Diagnóstico Laboratorial”, ministrado pela Etelvina Zaranza (Lacen/FVS-AM/Semsa);

    “Tratamento da Tuberculose”, com Joycenea Matsuda (Policlínica Cardoso Fontes/SES-AM); e

    “Importância da Sociedade Civil no controle da Tuberculose”, ministrado por Euclides José (Comitê Estadual de Tuberculose).

    Cenário da doença

    Em 2020, o Amazonas apresentou 2.872 casos notificados de tuberculose. Deste total, 2.088 são em Manaus (72,70%) e os demais 784 (27,30%) no interior do estado.

    De janeiro a fevereiro de 2021, foram registrados 266 casos no estado, sendo 185 notificações em Manaus. Esses dados são monitorados pelo PECT/FVS-AM.

    Tuberculose

    É uma doença infecciosa e transmissível que afeta principalmente os pulmões. Os sintomas são similares aos da Covid-19, como a tosse por mais de 15 dias, dor no peito e nas costas, falta de apetite e perda de peso.

    A recomendação do Ministério da Saúde é procurar as Unidades Básicas de Saúde (UBS) para o atendimento médico e diagnóstico.

    Medidas

    As medidas de prevenção contra a tuberculose são o uso de máscaras, higienização das mãos, manter o ambiente arejado e o distanciamento social para não disseminar os vírus entre pessoas do mesmo convívio.  

    Referência

    A FVS-AM é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas, incluindo o monitoramento de indicadores de doenças, como a tuberculose, por meio do Programa Estadual de Controle da Tuberculose (PECT), inserido no Departamento de Vigilância Epidemiológica (DVE/FVS-AM).

    A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Especialistas alertam para as complicações renais causadas pela Covid

    Erupções na boca podem ser novo sinal da Covid-19

    Brasil terá capacidade para vacinar 1 milhão por dia, diz governo

    Comentários